top of page
  • Foto do escritorFundação Beneficente Lucas Araújo

Crianças são batizadas na Capoeira na Fundação Lucas Araújo


Pelo segundo ano consecutivo a Fundação Beneficente Lucas Araújo recebe dezenas de pessoas para o Batizado de Capoeira. Coordenado pelo mestre Evandro Mesquista, conhecido como “Milico”, o Batizado chegou a sua 11ª edição, envolvendo crianças da Escola de Educação Infantil Menino Deus e João Busato e atendidos pela Apae. A celebração ocorreu no sábado (12/12), na Entidade.


Organizada pelo Grupo de Capoeira Angola Liberdade Casa Grande, o batizado movimentou amigos, familiares, instrutores, crianças e adolescentes. O movimento está presente em várias cidades do Rio Grande do Sul. Em Passo Fundo os trabalhos são realizados pelos instrutores, sob o comando de Evandro. Na Fundação, as atividades acontecem durante a Oficina de Capoeira, realizada por meio de um projeto entre a Entidade e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (Comdica).


De acordo com ele, o Grupo tem como preocupação ir além da parte lúdica, artística ou cultural. Para tanto a atuação é direcionada a fim de permitir um desenvolvimento global, agregando valores e potencialidades ao processo educacional, fortalecendo ações escolares e a integração familiar. “O Batismo de Capoeira é quando um novo praticante joga pela primeira vez com um mestre, que não seja o seu. Este mestre lhe avalia, joga com o aluno, lhe aplica uma queda, um abraço e um aperto de mão, reconhecendo-o neste momento como um capoeirista. As cores do cordel simbolizam as diferentes fases de aprendizado”, explicou.


Na oportunidade estiveram presentes mestres de Passo Fundo, Porto Alegre e São Paulo. Para Evandro, é também por meio da Capoeira que as crianças têm contato com outras culturas, aprendem a respeitar as diferenças e veem na capoeira um jogo para a vida.


O diretor da Fundação, Luiz Costella prestigiou a atividade. Ele agradeceu aos mestres e professores da Capoeira que dedicaram tempo e carinho às crianças da Fundação e confirmou a continuação da parceria. “Enquanto elas estão na Capoeira, estão fazendo coisas boas. Esse é o segundo ano em que a Fundação abre as portas para o batizado e tem no Grupo uma parceria que certamente vai continuar”, frisou.


Saul Spinelli, secretário Municipal de Cidadania e Assistência Social (Semcas) também esteve presente. Em sua fala enalteceu o trabalho desenvolvido pelo mestre Milico em vários projetos sociais no município. “Este é momento de agradecer esse trabalho extraordinário que o Evandro realiza. É assim que vamos melhorar o nosso mundo: cuidado, valorizando, respeitando nossas crianças e nossos adolescentes”, pontuou.



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Como Ajudar

Faça parte da rede de solidariedade da Fundação Beneficente Lucas Araújo. Você pode colaborar de diversas formas: doando dinheiro, sendo voluntário, ou doando materiais e alimentos. Escolha a forma que mais combina com você e ajude a transformar vidas. Clique no botão abaixo e saiba mais.

bottom of page