top of page
  • Foto do escritorFundação Beneficente Lucas Araújo

Práticas pedagógicas na Educação Infantil é tema de encontro na Fundação Lucas Araújo


As mudanças mais recentes na legislação brasileira e municipal também alteraram a rotina e os desafios dos professores, monitores e coordenadores da Educação Infantil. Para atualizar o quadro de funcionárias e qualificar o trabalho desenvolvido em sala de aula, a Fundação Beneficente Lucas Araújo oportunizou um encontro com uma pedagoga, especialista em orientação educação. A atividade, realizada na tarde desta terça-feira (29/10) integra as ações de formação contínua e melhoria na prestação dos serviços da entidade.


A convidada foi a pedagoga Maria Arlete Pereira, diretora da Escola Municipal de Educação Infantil Sonho Encantado. Especialista em orientação escolar, ela trouxe experiências vividas, relatos, além de dicas e orientações sobre planejamento pedagógico, avaliação e pareceres descritivos dos alunos e a importância da qualificação constante do professor.


Para Maria Arlete, mais do que se preocupar em cuidar, o professor que atua na Educação Infantil hoje precisa pensar na educação. Em sua opinião, depois das mudanças nas legislações, as escolas se viram obrigadas a mudar a forma de pensar e fazer o dia a dia. “Agora temos que receber crianças a partir dos quatro anos, além disso, com as mudanças na lei, temos que pensar mais em unir o cuidar e o educar nas ações que realizamos e por isso o planejamento e a formação são fundamentais”, destacou, ressaltando que no simples ato de trocar uma fralda, por exemplo, é possível iniciar o processo de educação da criança.


Espaço para formação e troca de experiências


O grande desafio, segundo a pedagoga, é fazer com que o professor compreenda a importância de estar atualizado, integrado à realidade da escola, buscando novas metodologias, novas ferramentas e novas possibilidades de dar carinho repassando também conhecimento.


Para as monitoras, os momentos de reflexão sobre a prática em sala de aula são fundamentais para que o trabalho aconteça da melhor forma possível. Além disso, elas frisaram o quanto espaços como este auxiliam na execução de novas estratégias.


Segundo Jurema Bruschi, coordenadora Geral da entidade, os desafios na área da educação infantil são muitos e precisam de reflexão para serem superados. “Nestes momentos temos a oportunidade de conhecer outras vivências, trocar experiências. Aqui é o momento para tirar dúvidas, buscar novas ideias, agregando mais qualidade e felicidade ao trabalho que é realizado na Fundação”, destacou.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Como Ajudar

Faça parte da rede de solidariedade da Fundação Beneficente Lucas Araújo. Você pode colaborar de diversas formas: doando dinheiro, sendo voluntário, ou doando materiais e alimentos. Escolha a forma que mais combina com você e ajude a transformar vidas. Clique no botão abaixo e saiba mais.

bottom of page