top of page
  • Foto do escritorFundação Beneficente Lucas Araújo

Respeito, cuidado e proteção



No Brasil a pessoa é considerada idosa quando tem 60 anos ou mais. Esse público, segundo dados do Dieese 2021, ultrapassou a marca dos 37 milhões no país. E, embora muitos avanços, a realidade preocupa instituições, entidades públicas e privadas, associações e profissionais, já que muitos idosos ainda são vítimas de violência física, verbal e econômica. Para refletir sobre o tema, o dia 15 de junho é lembrado como o Dia Mundial de Combate à Violência contra Idosos. Nesta quarta-feira, diversas ações serão realizadas em Passo Fundo e a Fundação Beneficente Lucas Araújo, mantenedora da Instituição de Longa Permanência para Idosos São José, é uma das apoiadoras das movimentações organizadas pelo Conselho Municipal do Idoso.


A Fundação acompanha as ações que atuam para melhorar o bem-estar, a saúde e o cuidado com os idosos. Em suas atividades diárias, atendendo cerca de 60 idosos em tempo integral, a Entidade oferece serviços que vão desde consultas médicas, odontológicas, fisioterapia, até oficinas que promovem o lazer e a diversão.


Por ser uma entidade beneficente, a Fundação atende idosos em situação de vulnerabilidade social, ou seja, que não tem condições de arcar com grandes despesas e, muitas vezes, não contam com familiares para ajudar. De acordo com a Assistente Social, Denise Rosseto, os desafios são muitos e a luta para garantir direitos, espaço, respeito e condições dignas para os idosos é diária. “Aqui na Fundação temos todos os cuidados, respeitamos cada um e levamos a sério cada lei, cada norma. Mas sabemos que essa não é a realidade da maioria dos idosos no Brasil e aqui em Passo Fundo muitos passam por problemas. Nosso objetivo ao refletir essa data é fazer com que as pessoas saibam mais, busquem se informar e somem esforços para cuidar dos idosos”, pontuou.


Desde 2019 o Rio Grande do Sul tem mais idosos do que crianças e adolescentes de até 14 anos. Essa realidade será a do Brasil em alguns anos. Por isso, a sociedade precisa estar atenta. Você pode ajudar conhecendo o Estatuto do Idoso e utilizando os canais oficiais para denunciar casos de violência.


Entre as principais formas de violência doméstica contra idosos estão:

- Negligência e Abandono

- Violência Financeira

- Violência Física

- Violência Psicológica




5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


Como Ajudar

Faça parte da rede de solidariedade da Fundação Beneficente Lucas Araújo. Você pode colaborar de diversas formas: doando dinheiro, sendo voluntário, ou doando materiais e alimentos. Escolha a forma que mais combina com você e ajude a transformar vidas. Clique no botão abaixo e saiba mais.

bottom of page